País

República do Cameroun
Capital: Yaounde
A atividade econômica no Cameroun é um empreendimento liberal onde a iniciativa privada é considerada como um verdadeiro motor do desenvolvimento econômico. O papel do Estado limita-se a fixação da regulamentação, assim como das ações seletivas nos setores julgados sensíveis e estratégicos.

A política é baseada nas grandes orientações para obter um desenvolvimento econômico, social e cultural do país, favorecido pelos fatos abaixo:

- Estabilidade política do pais, favorável à intervenção do investidores estrangeiros;
- A prioridade dada ás iniciativas apoiadas pelo código de investimento renovado;- uma administração ciente das exigências de desenvolvimento;
- Considerado um dos mais liberais da África;
- A variedade dos recursos do solo e do subsolo;
- a produção de uma energia de bom mercado;
- Mão-de-obra abundante, formada e perfeita.

O ano administrativo começa em 1º de julho e acaba em 30 de junho.


Douala (centro financeiro)


Younde (Capital)

Sistema Monetário

O Cameroun faz parte integrante da zona franco. A moeda corrente é o Franco CFA - Franco da Comunidade Financeira da África. O Franco é livremente convertido e operadores econômicos são assegurados da liberdade de transferêcia de seus capitais.

1 Franco Francês = 100 FCFA
1 Dóllar americano = 730 FCFA
1 Euro = 635 FCFA

Parceiros Comerciais: França, Alemanha, EUA, Bélgica, Luxemburgo, Holanda (Países Baixos), Itália e Espanha


(hidroeletrica de Lagdo)


Agricultura

A agricultura constitui a chave da economia do Cameroun, representando 40% do PIB e fornecendo 70% das exportações em valores. O Cameroun produz: cacau, café, algodão, borracha, madeira de lei, feijão, amendoim, trigo, banana, óleo de dendê e lã.
Cacau - 125 mil t;
Café - 72 mil t;
Plumas de algodão - 92 mil t;
Caroços de algodão - 110 mil t;
Mandioca - 1,5 milhão t;
Milho - 600 mil t;
Sorgo - 450 mil t;

Pesca e Pecuária

A pesca é intensiva. Os pescadores conseguem 120.000 t. em média. 90% do pescado é obtido de maneira artesanal nos rios e no mar; o resto do produto da pesca é conseguido pelo setor marítimo industrial.

Pecuária: bovinos - 4,9 milhões, suínos - 1,4 milhões, eqüinos 51 mil, ovinos - 3,8 milhões, caprinos - 3,8 milhões, aves - 20 milhões. Dados de 1997.

Pesca: 80 mil t. Dados de 1995.

O Cameroun é um país de auto-suficiência alimentar. Até a década de 80 vivia da agricultura e da exportação de cacau e café.


Indústrias

O Cameroun possui indústrias de conservação de carne e de peixes, madeireiras, bebidas, fábrica de pastas alimentares, fábrica de óleo de palma, óleo de amendoim, óleo de coco, fábrica para têxteis, fábrica de gás industrial, de matérias para solda, pintura e verniz; lajes, sabonetes, de móveis,perfumarias, calçados,cal, construções metálicas, fábrica de bicicletas e ciclomotores, pequenas construções navais.

O Cameroun tem um sistema presidencialista. O Presidente da República é eleito a cada cinco anos. O Primeiro Ministro nomeado pelo Presidente exerce a função e Chefe de Governo.

O poder Legislativo é representando pela Assembléia Nacional cujos membros são eleitos por voto direto para mandato de 05 anos. A Assembléia vota as leis e controla a ação do governo, e o poder Judiciário fica independente dos poderes.

Existe um Conselho Econômico e Social composto de 85 membros nomeados pelo Presidente da República por 05 anos. O Conselho é uma Assembléia Consultativa para assuntos de caracter econômico.

O Cameroun, com o sistema multipartismo (atualmente com 9 partidos mais importantes), enquadra o princípio de democracia, de soberania e de união nacional desde 1991.

O país no plano administrativo é dividido em 10 províncias, 49 departamentos, 180 minicípios e 26 distritos.

O presidente atual é S. E. Sr. Paul Biya, foto acima, eleito em Novembro de 1992 e reeleito em 1997.

Os principais partidos são:

União Democrática do Povo Camaronês (RDPC);
Frente Social-Democrática (SDF);
União Nacional pela Democracia e Progresso (UNDP);
Uniao Democrática de Camarões (UDC).

Geograficamente representativo na maioria dos países africanos, o Cameroun está situado no coração da África, na junção da África Equatorial e da África Tropical ao fundo do Golfo de Guiné, acima do Equador, está compreendido entre o 2º e o 13º de Latitude Norte e o 8º, 30º e 16º de Latitude Leste. É na maior parte, coberto por florestas tropicais, estepes, montanhas, planaltos e planícies.

Abrigando 230 etnias, tem o francês 70% e o inglês 30% como idiomas oficiais, mas há 250 línguas e dialetos nativos. É um país de forma triângular com 475.000 km². O país estende-se da Costa Atlântica a Sul - ao fundo do Golfo da Guiné até o Lago Tchad. Ele tem fronteiras comuns com seis países: Nigéria - Oeste, Chade - Nordeste, Republica Centro-africana a Leste e Congo, Gabão a sul, Guiné Equatorial no sul.

Localização do Cameroun: centro-oeste da África Características: Litoral arenoso e pantanoso (SO);território cortado de Norte a Sul por vale maciço e montanhoso; complexo de planícies e colinas (N e S).

O Cameroun possui 15.000.000 habitantes com 9 milhões habitando na zona rural repartidos em aldeias, e tem uma taxa de crescimento médio de 3,4 ao ano. A população é na maioria jovem, onde 53% tem menos de 20 anos, com uma taxa de 43% de urbanização em rápido crescimento.

A população é concentrada nas principais cidades: Douala - Capital econômica com 1.200.000 habitantes, Yaoundé - Capital Administrativa do país com 700.000 habitantes, além de outras cidades: Garoua, Bertoua, Bamenda, Maroua, Ngaoundéré, Buéa, Bafoussam, Nkongsamba, Ebolowa etc.

A população do Cameroun é composta de 230 grupos tribais; Bantús (Ewondo, Bulu, Eton, Bassa, Bafia); Semi Bantús (Bamiléké, Mbos); Sudanês (Quirdi, fulani) e pigmeus (que vivem na floresta).

Composição étnica: camarões 31%, bantos 19%, quirdis 11%, fulanis 10%, outros grupos étnicos autóctones 29%. Dados de 1996.

Cidades Principais: Douala 1.400.000 habitantes, Yaundê 1.257.000 habitantes, Bafousam 205.000 habitantes, Garoua 290.000 habitantes, Maroua 225.000 habitantes. Dados de 1997.

A moeda do Cameroun é o Franco CFA (1 euro = 656 F CFA)

Douala é a maior cidade do país e se transforma constantemente. Ela tem conservado o encanto de seu passado.

Vários monumentos lembram as datas mais importantes de sua história; as velhas casas estão perdidas entre as construções modernas: universidades, hotéis, bancos, sedes de companhias comerciais estrangeiras e do país, bairro comercial e administrativo, diversas indústrias de alimentação e de produtos de consumo, que ali se instalaram.

Esta cidade possui um dos mais importantes portos e de instalações navais da África Ocidental e Central com um movimento de navios de cerca de 3 000 em 1996. É também em Douala, bem mais do que em qualquer outra cidade do Cameroun, que se realizam os negócios.

É preciso acrescentar que alguém pode ir lá para uma viagem de negócios e também aproveitar as vantagens de um excelente comércio nos bairros tradicionais e igualmente nas boutiques de alto nível, onde as criações européias se encontram ao lado dos aparelhos eletrônicos asiáticos e dos produtos locais.

Yaoundé, a capital do Cameroun foi fundada pelos alemães no fim do século XIX, a cidade possui uma localização admirável. Yaoundé está rodeado de maravilhosas colinas e proporcionado um clima estimulante. Além de sua função administrativa, Yaoundé desempenha o papel de entreposto de redistribuição dos produtos das regiões interiores: tabaco, produtos de sobrevivência, açúcar, cacau.

A moderna industria está igualmente presente nesta capital, cujo papel esportivo e cultural é fundamental: centro de conferências, museu nacional, festival nacional das artes e da cultura (FENAC), festival internacional de jazz, realizado todo ano e denominado de "jazz sob as mangueiras". A cidade tem inúmeros monumentos (ministérios, prefeitura, catedral). E finalmente suas três universidades lhe dão um brilho intelectual. A cidade de Yaoundé está ligada por excelentes vias de comunicação: rodovias, aeroporto internacional, ferrovias. Yaoundé se beneficia igualmente do turismo interno.

CLIMAS E RIOS

O Cameroun é atravessado por muitos rios importantes: O Sanaga, o Bénoué, o Wouri, o Nyong. Todavia poucos rios são navegáveis em todas estações. O estuário do Wouri permite ancorar no porto de Douala.

O clima é variado do Norte ao Sul à partir da Zona Saariana - sete para oito meses de estação seca, até a Zona equatorial - sete a oito meses de chuvas. Tropical húmido no sul, com temperatura média 26º, e seco ao norte, com temperatura média 30º.

FLORA

A diversidade do relevo e do clima do Cameroun oferece uma maravilhosa variedade de plantas e um bom número são utilizadas em medicina. 300 variedades de plantas foram cadastradas.

As florestas constituem parte importante do Cameroun, já que elas cobrem 22 milhões de hectares, ou seja 42% de sua superfície. Na sua parte meridional, elas são densas e espessas. No interior desta selva da qual apenas se supõe a riqueza, coabitam homens e animais selvagens.

Mais de 1 milhão de hectares é rico em ébano, teca e acaju o caoba, mas não inteiramente comercializado. O potencial é amplamente superior: 80% da superfície total pode ser explorado; o que permitiria um nível de produção da ordem de 9 milhões de m3 em vez dos 2,5 milhões atuais.

O governo do Cameroun precisa criar empregos e renda, o que seria possível com a exploração comercial da floresta, porém ele deve responder às preocupações do Estado visando a proteção de sua biodiversidade e meio ambiente.

O Ministério do Meio Ambiente e das Florestas, criado em 1992 objetiva a condução desta política.

FAUNA

O país constitui uma terra propícia para os animais; trata-se de uma das faunas mais ricas e mais diversificada da África. Esta fauna está bem representada nos parques nacionais do país.

O Cameroun conta com 09 parques repartidos pelo seu território. É uma grande chance poder visitar esses parques, observar e fotografar leões, hienas, elefantes, girafas, hipopótamos, búfalos, panteras, primatas, "buffon cobs", crocodilos e as inúmeras classes de antílopes. Assim como colônias importantes de pássaros: ibis, ganso, garça, avestruze, garças reais, pelicanos, jaburus, etc.

O país possui vários parques nacionais, como já mencionamos cinco deles são os principais:

Waza que é um dos maiores da África com 170.000 ha, situado no extremo norte é o parasíso dos leões e de inúmeros mamíferos, mas igualmente de uma importante colônia de aves.
Kapsikis e Kalamaloue com 4.500 ha, paraíso dos elefantes, crocodilos, girafas e uma grande multiplicidade de aves.
Benoua com 180.000 ha, no centro da região norte, é o local predileto dos antilopes. O paraíso dos alces de Derby, hipopotamos, hienas, panteras, etc.
Boubandijah com 220.000 ha, situado na região nordeste, é o território do rinoceronte.
Um dos patrimônios da humanidade é a Reserva de Animais Dja.
Além dos parques nacionais, o Cameroun oferece inúmeras reservas para fauna africana.

EDUCAÇÃO

Existem dois sistemas escolares no Cameroun. O sistema britânico nas províncias do Sudoeste e Nordeste do Cameroun e o sistema francês em todo o resto do país. A partir do primário, a união dos dois sistemas resulta na fórmula chamada bilinguoisma original: Francês e Inglês. A educação é particular e pública. A taxa de escolaridade é uma das mais altas da África, 73%.

RELIGIÃO

Duis mollis, est non commodo luctus, nisi erat porttitor ligula, eget lacinia odio sem nec elit. Aenean lacinia bibendum nulla sed consectetur. Cras mattis consectetur purus sit amet fermentum.

MÚSICA

A música em suas variedades diferentes é popular no Cameroun. Cada dia, as emissoras de rádio divulgam várias horas de programas musicais. Concertos de orquestra, música de câmara e jazz são apresentados à miúdo pela televisão. Nas grandes aglomerações urbanas, os bairros fervem de tanta animação e a música é ouvida em todos os cantos da rua.

Nos bairros, os grupos de jovens artistas se reunem nos cabarets, verdadeiros celeiros de criação, da mesma forma que os conservatórios, para tocar livremente peças de música de diferentes etnias: Makossa, Bikutsi, Assiko, Magambeu, Bend-Skin, etc. Daí surgiram músicos e grupos locais de fama internacional.

PINTURA E ESCULTURA

Um grande número de habitantes do Cameroun são pintores e escultores amadores. Outros são artistas profissionais que realizam este trabalho. As representações são os tradicionais temas da África: as magníficas paisagens do Cameroun, sua fauna ou ainda cenas da vida rural, os trabalhos do campo, as festividades das aldéias, as cenas da vida cotidiana, e os quadros da natureza. Outras são interpretações abstratas.

LITERATURA

A produção literária camaronense tem se revelado talentosa com escritores tais como Ferdinand Oyono, Mongo Béti, Francis Bebey, Calixte Beyala, Bernard Nanga, Pierre Epato Nzomo, Joseph-Jules Mokpo, Medou Mvomo, Etienne Yanou, Sévérin-Cécile Abega.

ARTESANATO

O artesanato é importante entre as populações do Cameroun. No entanto, as regiões do Noroeste e do Norte do Cameroun são verdadeiros centros de destaque do artesanato. Bafoussam, Foumban e Bamenda são cidades situadas nos altos planaltos e são famosas por suas criações artísticas: máscaras, vestidos bordados, figurinos, assentos, tronos, cachimbos de barro cozido, estatuetas em bronze e madeira.

TEATRO E CINEMA

No teatro dentre os autores de peças de teatro mais renomados são: Guillaume Oyono Mbia, Rev. Kadiebwe, Bole Butake, Joseph Kono Ateba, Gervais Mendo Zé. Dikongue Pipa, Daniel Kamwa, Arthur Si Bita, Iya Ousmanou, Dia Moukouri, Basseck Ba Kobhio, Jean-Pierre Bekolo, Sita Bella são nomes de referência do cinema do Cameroun.

ESPORTE

Durante o período escolar, garotos e garotas têm ocasião de praticar esportes como vôlei, basquete, handbol e o futebol, que é muito popular. O Golfe e o baseball são igualmente praticados no Cameroun.

Cameroun conquistou medalha de ouro no futebol com os campeões olímpicos de 2000 em Sydney.

Conseguindo frente ao Super Eagles da Nigéria, no dia 13 de fevereiro de 2000, no National Stadium de Surelere, em Lagos, seu terceiro trofeu continental após as vitórias de Abidjan, em 1984, e de Casablanca, em 1988, a equipe nacional de futebol do Cameroun estabeleceu sua supremacia nesta disciplina esportiva na África.

30 países africanos participaram do 10º Campeonato da África de atletismo, organizado em Yaoundé, de 12 a 16 de junho de 1996. No quadro de medalhas conquistadas, o Cameroun foi classificado em 5º lugar, conquistando 16 medalhas, 04 de ouro sendo três obtidas por uma mulher: Georgette Nkoma; 07 de prata e 5 de bronze.

Os jogos olímpicos organizados no México em 1968 contaram com a participação de 07 representantes do Cameroun, país que conquistou sua primeira medalha de prata com Joseph Bessala no boxe.

Foi em 25 de maio de 1963 que o CNO do Cameroun foi fundado e reconhecido pelo CIO no mês de outubro do mesmo ano. Foi um grande desafio no campo da preparação dos atletas do Cameroun e da solidariedade olímpica. No ano seguinte, quando participou pela primeira vez dos jogos de Tokyo, o desportista David Njitock representou sozinho o altletismo do Cameroun.

No transcurso da 23ª olimpiada-Los Angeles 1984, o Cameroun ganhou uma medalha de bronze com o lutador Martin Ndongo Ebanga. Foi também o momento em que a equipe de futebol do Cameroun participou pela primeira vez numa fase final dos jogos olímpicos.

Os jogos de Los Angeles deram também grande destaque à Cécile Ngambi do Cameroun que se qualificou para a final feminina dos cem metros conquistada pela americana Evelyn Ashford.

Embaixada

Cidade
Brasília
Estado
DF
Endereço
SHIS QI 15 Conjunto 14 Casa 17
Telefones
(61) 3248-2400 / 3248-5403
Expediente
Segunda a Sexta 09:00 - 15:00

Sobre o País

Capital
Yaounde
Governo
Presidencialismo
Idioma
Francês e Inglês
Data Nacional
20 de Maio - Unificação
Localização
África
Área
475.500 Km 2
População
17.000.000 de Habitantes
Principal Atividade
Agricultura, Turismo, Exploração e Comércio
Principal Produto
Café, Cacau, Banana, Madeira, Algodão e Óleo de Dende, Abacaxi, Alumínio e Petróleo
Moeda Corrente
Franco CFA
Fuso Horário
+ 04 Horas
Organizações
ONU, OUA, Commonweath, Francophonie,OCI,CEMAC,CEEAC

Turismo

Yaounde

Diplomatas

Para acessar faça seu login.

Consulado

Missão Brasileira

Cidade / País
Yaounde/República do Cameroun
Código
029 / M-1
Telefone
(00**237)2220-1085/1087
Endereço
Rue 1828, Derrière Du Hotel Azur, Bastos - Yaoundé - Cameroun- P.B.16227